Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

Campo Grande supera média nacional com taxa de alfabetização de 97,09%

Campo Grande alcançou uma taxa de alfabetização de 97,09% da população, superando a média nacional de 93%, segundo dados divulgados nesta sexta-feira (17) pelo IBGE. Dados do Censo 2022 mostram que a taxa de não alfabetizados na Capital caiu de 5,01% em 2010 para 2,91% em 2022. A cidade tem 692.545 pessoas acima de 15 anos alfabetizadas, com o percentual de não alfabetizados muito abaixo da média nacional de 7%. Para alcançar os números, foram implementadas medidas para melhorar a educação básica, incluindo reformas nas 205 escolas através do programa Juntos Pela Escola, concurso para contratação de professores, e pagamento do piso salarial e promoções do magistério. As escolas receberam infraestrutura com energia solar, novas salas modulares e ar-condicionado. Em dois anos foi elevada a posição de Campo Grande no ranking salarial dos professores de 16ª em 2022 para 7ª em 2024. Outro número que a Capital supera é a média estadual, que tem uma taxa de alfabetização de 94,6% e 5,39% de não alfabetizados. A taxa de alfabetização por gênero na Capital é de 97,27% entre homens e 96,94% entre mulheres. Entre a população indígena, a alfabetização atinge 96,85% dos homens e 94,93% das mulheres, comparado aos índices estaduais de 88,42% e 84,92% respectivamente, e nacionais de 85,13% e 82,78%. A taxa de alfabetização entre a população de 15 a 19 anos é de 99,16%, enquanto no Estado é de 98,97%. Na faixa etária de 80 anos ou mais, a capital possui 83,02% de alfabetizados, comparado a 71,32% no Estado. Em todas as outras faixas etárias, exceto pela população idosa, a capital mantém índices superiores a 90%. Entre os projetos implementados está o Aprender Mais na Reme, que encerrou 2023 com cinco mil alunos alfabetizados das 99 escolas de Ensino Fundamental. O Programa Ativa Juventude oferece aulas de reforço e cursos técnicos para alunos na transição do Ensino Fundamental para o Ensino Médio, além de encaminhamentos ao Jovem Aprendiz para evitar a evasão escolar. O Centro de Educação Inclusiva, inaugurado em janeiro, atende alunos da Educação Especial com projetos pedagógicos, aulas de música, arte e robótica. Recentemente, a 1ª Escola Civil Metropolitana do Brasil foi inaugurada, focando em ensinamentos éticos e morais baseados na cidadania e no civismo.

Famasul e entidades do agro arrecadam donativos em prol do RS

Duas iniciativas mobilizaram a Famasul (Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul) e associações parceiras para enviar donativos às vítimas das enchentes no Rio Grande do Sul. Lançadas na semana passada, as ações têm o objetivo de arrecadar valores e donativos para amenizar os prejuízos que as chuvas estão causando ao povo gaúcho. Entre os dias 7 e 16 de maio, a campanha “Juntos pelo RS”, uma iniciativa da Famasul em parceria com entidades do agro, arrecadou mais de R$ 105 mil. Esse valor foi destinado à compra de água mineral e kits de higiene pessoal, conforme orientação da Farsul (Federação da Agricultura e Pecuária do Rio Grande do Sul). Com o valor arrecadado via pix, foram adquiridos 100 mil litros de água mineral e 100 kits de higiene pessoal, que estão sendo enviados ao estado gaúcho. “O Rio Grande do Sul enfrenta um dos episódios mais tristes da sua história e entendemos que nesse momento a união é a melhor forma de superar as dificuldades. A aquisição e envio de materiais demonstra a solidariedade do povo sul-mato-grossense e o engajamento do nosso setor, representado pelas associações parceiras. Agradeço pela dedicação de todos e reforço que a campanha continua”, destacou Marcelo Bertoni, presidente do Sistema Famasul. A ação conta com a parceria dos sindicatos rurais, ABPO, Acrissul, Ampasul, Apai/MS, Aprosoja/MS, Asumas, Asmaco, Avimasul, Novilho Precoce/MS, OCB/MS, Reflore/MS, Sodepan e Sulcanas. A Famasul também uniu forças com o Governo do Estado na campanha “MS Pela Vida – Unidos pelo Rio Grande do Sul”, que tem o mesmo propósito da ação desenvolvida pelo setor agro. Em uma semana, a campanha arrecadou cerca de 213 mil itens e mais de 50 toneladas de donativos. Da Casa Rural, uma caminhonete saiu carregada de solidariedade rumo ao Centro de Exposições Albano Franco, onde a organização da campanha está concentrada. Foram levados mais de 3 mil itens, como água mineral, alimentos não perecíveis, cestas básicas, produtos de higiene pessoal, roupas, calçados, itens de cama e banho, e ração para animais. A Casa Rural continua sendo um ponto de coleta na Rua Marcino dos Santos, 401, bairro Chácara Cachoeira, Campo Grande (MS). A chave pix para transferências de qualquer valor é juntospelors@famasul.com.br. Nessa corrente do bem, toda contribuição é bem-vinda.

TJMS divulga locais de prova e detalhes do concurso público

O Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul (TJMS) anunciou nesta terça-feira (7) os locais de prova para os candidatos inscritos no concurso público de analista judiciário e técnico de nível superior. Com um total de 26.724 inscritos, a prova está marcada para este domingo (12), ocorrendo das 13h às 16h30, segundo o horário oficial do estado. As 860 vagas disponíveis para cadastro de reserva oferecem um salário de R$ 7.148,63 e estão distribuídas em Campo Grande e outras cidades do estado. Essas vagas visam formar cadastros de reserva e possuem um prazo de validade de dois anos, a contar da homologação do resultado final. O edital do concurso destaca a oferta de 350 vagas para analista judiciário e 360 vagas para técnico de nível superior, abrangendo diversas áreas como Banco de Dados de Governança, Infraestrutura de Redes, Segurança de T.I, Web Designer, Contabilidade, Antropologia, Arquitetura, Arquivologia, Assistência Social, Biblioteconomia, Engenharia Civil, Engenharia Elétrica, Estatística, Clínica Médica, Comunicação Social com habilitação em Jornalismo, Nutrição, Odontologia, e Psicologia. A Fundação Getúlio Vargas (FGV) será a responsável pela realização do concurso, que terá sua validade inicial de dois anos, prorrogável pelo mesmo período a critério do TJMS. A prova objetiva será composta por 60 questões, sendo 15 de língua portuguesa e cinco de noções de legislação no módulo de conhecimentos básicos, além de 40 questões no módulo de conhecimentos específicos. O gabarito oficial preliminar será divulgado em 14 de maio, enquanto o resultado preliminar será anunciado em 10 de junho, ambos após as 16 horas. A homologação do resultado final está prevista para 23 de julho e será publicada no Diário da Justiça do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul.Confira aqui os locais de prova.

Instituição e estabelecimentos de MS se unem em solidariedade ao Rio Grande do Sul

Foto: Reprodução/Agência Brasil

As chuvas no Rio Grande do Sul já afetaram mais de 70% dos municípios do estado. São 364 cidades com alagamentos e mais de 873 mil pessoas prejudicadas. Nesta terça-feira (7), subiu para 85 o número de mortos, de acordo com o boletim divulgado pela Defesa Civil, e outras 4 mortes estão sendo investigadas se possuem relação com os eventos meteorológicos. Além disso, há 134 desaparecidos e 291 pessoas feridas. Conforme o levantamento da Defesa Civil, são 149,3 mil pessoas fora de casa, sendo 20 mil em abrigos e 129,2 mil desalojadas que estão abrigadas em casas de familiares ou amigos. Em Campo Grande, estabelecimentos se mobilizaram para envio de materiais de higiene e alimentos, além de roupas e calçados. Algumas das doações pedidas são: Pontos de doação Confira os pontos de doação da Capital. CTG Tropeiros da Querência.Rua Miguel Sutil, 445 – Vilas Boas – das 13h às 19h.Whatsapp: 67 99866-8817.Recolhimento de doações: (67) 99651-2765.Redes sociais: @ctgtropeirosdaquerencia GaucheriaRua Brilhante, 3466 – segunda, terça, quinta e domingo – das 17h às 00h.Rua Pedro Celestino, 2089 – segunda, terça, quinta e domingo – das 17h às 00h.Telefone para recolhimento de doações: (67) 98200-3468. Av. Pref. Heráclito Diniz de Figueiredo 930 – Monte Castelo.De segunda-feira à domingo, das 8h às 18h.Telefone: (67) 99290-7049.Redes sociais: @ctgfarroupilha1962 A Feira Gaúcha, que ocorre até o dia 12 de maio, no Círculo Militar e está recolhendo doações para as vítimas do Rio Grande do Sul. Há pontos de coleta de alimentos não perecíveis, itens de higiene, água e roupas. Com entrada a R$ 10,00, o evento ocorre de segunda a quinta das 16h às 22h; sexta-feira 16h às 23h; sábado, 12h às 23h e domingo, das 12h às 22h. Rua Taquari, número 308, bairro Santo Antônio.Segunda à sexta, das 8 às 18h e sábado, das 8h às 14h.Redes sociais: @mbrefrigeracaocg Avenida Tamandaré, número 3204.Quarta e sexta, das 10h30 às 18h30; sábado e quinta, das 10h30 às 17h30.Redes sociais: @santoquindim.cg Rua Zezé Flores, 987, bairro Santa Fé.Telefone para recolhimento de doações: (67) 99652 0942.Redes sociais: @esteticface.campogrande Rua Albert Sabin, n 1269, bairro Caiçara.Horário das 08h as 20h.Redes sociais: @veterinariaagape Rua 15 de Novembro, 1093.Redes sociais: @royal.salutti Rua Panambi Vera, 704, Tijuca.Segunda à sexta-feira, das 9h às 19h.Redes sociais: @popularfeminy Fur Factory Tattoo e Barbearia.Rua Amazonas 3192, Jd. Autonomista.Segunda a Sexta 10h às 19h; sábado 10h às 17h.Redes sociais: @furfactorystudio Rua Antônio Maria Coelho, 5533Rua 14 de Julho, 4788Coleta até o dia 08 de maio.Redes sociais: @crossfitpantaneiros O Diretório Central dos Estudantes da Universidade Federal do Mato Grosso do Sul, juntamente com Centros e Atléticas Acadêmicas recebem doações até o dia 10/05. Materiais e alimentos serão levados para o Centro de Tradições Gaúchas (CTG). O ponto de arrecadação será na Sala do DCE, no corredor central, ao lado da Caixa Econômica Federal. De acordo com o DCE, campus do interior podem doar diretamente a entidades que estão atuando no Rio Grande do Sul por meio das chaves PIX: Governo do Estado do RS – 92.958.800/0001-30Grupo de Resposta a Animais em Desastre (GRAD) – 54.465.282/0001-2 Entidades salesianas estão pedindo ajuda para enviar apoio às vítimas por meio do Fundo Social da Inspetoria Salesiana São Pio X. Doação pode ser feita por PIX ou conta bancária: PIX Inspetoria Salesiana São Pio X: 92822741000176 (CNPJ)Banco do Brasil: Agência 5745-2/ Conta 33499-5

Prazo para escolas se inscreverem no programa Agrinho encerra em maio

Foto: João Carlos Castro/ Sistema Famasul

Escolas públicas e privadas de Mato Grosso do Sul têm até dia 25 de maio para se inscreverem no programa Agrinho 2024. Com tema “Semeando Educação, Colhendo Cidadania”, esta edição marca o 10º aniversário da iniciativa, realizada pelo Senar/MS. Desempenhando papel fundamental na comunidade, a edição deste ano quer alcançar mais de 550 escolas em todo estado, conectando a cidade e o campo através de abordagens educativas que impulsionam o aprendizado e a valorização dos trabalhadores e produtores rurais. Outro objetivo da iniciativa é evidenciar a relação do ser humano com o meio ambiente e a sustentabilidade por meio das categorias em que alunos, professores e comunidade escolar podem concorrer a inúmeras premiações. Em 2023, o programa alcançou 572 escolas em 21 cidades sul-mato-grossenses. Com tema “Alimentar é construir o futuro”, a edição teve mais de 130 mil alunos participantes e 132 premiados em 1º, 2º e 3º lugar. Desenho, redação (fábula, poema, carta e conto), paródia, podcast, reportagem, experiência pedagógica e Escola Agrinho são as categorias disponíveis para concorrer. Para realizar a inscrição, o responsável pela escola deve acessar o site https://agrinhoms.com.br/ na aba ‘Ambiente da Escola’.